Tem que ser bonita

Que me perdoem os práticos mas uma casa bonita é essencial. Não me leve a mal nem me ache fútil, afinal sou arquiteta e pensar a estética dos ambientes faz parte da minha profissão. Mas a beleza a que me refiro tem a ver com a felicidade que ela proporciona. Gosto muito de um livro chamado a Arquitetura da Felicidade, escrito pelo filósofo Allain de Bottom, lá, dentre várias coisas ele explica o porquê nossas casas devem ser belas. Cada um de nós tem uma referência de beleza e quando temos essa sensação dentro das nossas casas, que estamos em um local bonito, sentimos que vivemos bem e isso melhora nossa qualidade de vida.

Bom se você é cético e pragmático já te dei um ótimo argumento para cuidar da casa, quem hoje não quer ter uma vida com mais qualidade? E veja bem, não é nenhum bicho de sete cabeças se envolver um pouquinho com a aparência da sua casa, para que a felicidade se instale por aí. Você pode começar com detalhes. Ninguém está falando em ter uma casa com cara de showroom, ou com objetos caros, nada disso tem a ver com padrões ou elitismo, mas sim com personalidade e um pouquinho de mão na massa.

Dá um chega pra lá no arranjo sem graça de cima da mesa, passeie algumas horas no Pinterest para se inspirar, resgate e ressignifique aqueles objetos queridos mas que estão subaproveitados. Ponha seu lado criativo para trabalhar e um pouco da sua alma nos móveis, objetos e jeito de organizar. Pense no potencial de alegria que você pode explorar na sua casa colocando pra jogo aquele souvenir de viagem, ou uma caixinha herança da avó, ou mesmo algo novo da lojinha da esquina que alegra seus olhos e seu coração tanto quanto aquela peça de designer famoso que você economizou pra ter.

Casa deve ter mais que apenas o básico confortável, tem que vibrar a vida de quem nela vive!

Até o próximo post!

Greenery: mais que uma cor, uma atitude!

Se você curte o mundo do design já sabe que todo dezembro a Pantone anuncia a cor do ano, e você já deve ter visto que a cor do próximo ano é a Greenery (está em todos os sites). Mais que uma regra a ser seguida, a cor do ano é uma escolha simbólica de um humor e atitude que a Pantone observa surgir no mundo, e vamos combinar que é uma escolha certeira.

Segundo a Pantone:
"Greenery é um tom fresco, moderno, amarelo-esverdeado, que evoca os primeiros dias da primavera, quando os verdes da natureza revivem, restauram e se renovam. Lembrando folhagens novas e a exuberância da vida ao ar livre, os atributos positivos de Greenery se refletem nos consumidores aumentando a vontade de respirar profundamente, oxigenando e revigorando.

Greenery é uma cor natural e neutra. Quanto mais envolvidas as pessoas estiverem na vida moderna, maior será o seu desejo inato de mergulhar na beleza física e na unicidade inerente do mundo natural. Esta mudança se reflete na proliferação das expressões de Greenery na vida cotidiana, seja através do planejamento urbano, da arquitetura, do estilo de vida e de vários exemplos globais em termos de design. Uma cor constante nos bastidores, agora Greenery está sendo chamada para o palco - hoje já é uma tonalidade omnipresente em todo o mundo.

Uma cor que re-afirma a vida, Greenery também é emblemática na nossa busca pelas paixões pessoais e nossa vitalidade."

Confesso que esse verde muito aberto com bastante amarelo na composição me fez torcer o nariz, mas como a própria Pantone define que não é exatamente a cor e sim a atitude, tudo fez mais sentido e eu curti muito esta escolha, porque vamos combinar, já está mais que na hora de revermos nossa cultura, tudo está saturado e precisamos de um começo fresco, mais sustentável e saudável.

Aproveitando esta onda verde, em que vejo o mundo querer surfar, resolvi unir o útil ao agradável e compartilho com você 3 links para uma vida mais greenery em 2017.

Em 2016 eu tentei mudar hábitos e condicionamentos e falhei copiosamente, todos os meus esforços se perderam e eu me encontro com a mesma vida saturada e nada saudável e sustentável de 2015. Mas eu não quero mais falhar em 2017 e se você está no mesmo barco que eu vamos lá:

São Paulo Saudável

Este é um site incrível (especialmente para quem mora em Sampa) que nos mostra como é possível ser saudável em São Paulo. Eles compartilham dicas de restaurantes, compras de orgânicos, onde se exercitar, tem eventos fitness e dicas de oficinas para uma vida mais saudável! Um ótimo "guia das pedras" para quem quer ter uma vida melhor em 2017.

Um ano sem lixo

Um ano sem lixo começou com o desafio pessoal da designer Cristal Muniz de reduzir o lixo que ela produzia a praticamente zero, ela se inspirou na Laura, do site Trash is for Tossers, e registrou todo o processo em seu blog, compartilhando suas experiências e dicas para ajudar outras pessoas a embarcarem na mesma missão. Ela já até participou do TEDx (olha a relevância!). As dicas são ótimas e além de diminuir o lixo e contribuir com a saúde do planeta, a vida cotidiana fica mais saudável também, com certeza!

Viver bem, Viver zen

A loja Viver Bem, Viver Zen faz uma curadoria de produtos preciosa, eles trabalham com produtos naturais, orgânicos e veganos de produtores do bem. Tudo escolhido a dedo para que a gente possa zelar pela nossa saúde e também a de todos os envolvidos no processo, desde a fabricação até o usuário. Até para os pets tem produtos do bem!

Esses 3 links são um ótimo empurrãozinho para uma vida melhor em 2017.

Esse é o desejo aqui do Depósito Drops para você, que 2017 seja um ano saudável, leve e sustentável. Que a abundância e a prosperidade se manifestem na sua vida!

Encerro 2016 no blog com esse post, nos vemos em 2017!

Work(shop) e Mutirão Criativo Espaçonave+Buji

No início de maio deste ano eu tive a oportunidade de participar de um evento diferente, inovador e muito bacana organizado pela Espaçonave e Buji.

Bom vamos começar do começo. A Espaçonave é o negócio da Rafaela Cappai, ela é artista/ empreendora criativa, criadora de muitas coisas, dentre elas o curso Decola Lab para empreendedores criativos e foi através desse curso (que eu participei ano passado) que conheci o trabalho dela. Já o Buji é um estúdio de decoração e organização que parte do ponto do reuso do que os clientes já tem em casa, sem grandes obras mas com grande transformação, o estúdio é resultado da parceria entre Ana Viana e Bárbara Ávila.

Feita as apresentações vamos ao que interessa, a Espaçonave ganhou uma nova sede que também é a casa da Rafaela e do Bruno, Buji entrou em ação para decorar o espaço. Porém a Rafa tem muitos alunos criativos artesãos, artistas, designers, arquitetos, decoradores, organizers, o Buji também com contatos potenciais, enfim um tantão de gente que poderia colaborar no processo e criar uma experiência rica para todos, com ideias, mão na massa e produtos. E assim surgiu o Work(shop) Mutirão Criativo Espaçonave+Buji. A oportunidade de todos nós criativos conhecermos o trabalho único do Buji, colaborar com a Espaçonave e também ganhar divulgação dos trabalhos realizados numa web série, ou seja todo mundo sai ganhando com essa troca genial.

Todo esse pessoal foi dividido em equipes de acordo com o que cada um estava disposto a colaborar, foi feito um encontro virtual, reunião de briefing mesmo, e depois de uma semana estávamos todos lá de prontidão na sede da Espaçonave para concretizar as ideias discutidas e combinadas previamente com a coordenação do Buji. A casa arrumada saiu no site Histórias de Casa, para ver mais fotos clique aqui.

Foi muito bom sair um pouco do mundo virtual e viver uma experiência no concreto. Fui como participante "volante", dei uma mão na organização do escritório, aprendi muito, e voltei para casa cansada pela mão na massa mas energizada com o clima saudável de troca e colaboração.

Se você quiser ver mais busca no instagram a hashtag #mutiraoesoaconavebuji

Aqui vai o primeiro vídeo da série.

E aqui no facebook tem a lista de todos que participaram!

Até o próximo post.

Pausa Pessoal

Amigos do Depósito Drops, sou muito grata por cada clique de vocês aqui na minha página, mas estou passando por um período de luto na minha vida e as postagens vão ficar um pouco de lado enquanto cuido de mim. Em breve volto com mais infos, até porque o blog faz aniversário esse mês e minha intenção não é parar por aqui, só um período de ajustes pessoais mesmo e também ter mais tempo para cuidar dos trabalhos off line que já tenho na agenda.

Nos comunicamos em breve.

Até o próximo post!

Para Amar o Trabalho #27

Você adora trocar o dia pela noite para trabalhar? Na cidade de Quezon nas Filipinas abriu em agosto o Diligence Café, um coworking noturno, pensado para quem precisa trabalhar muitas horas em startaups e empresas do gênero e também em estudantes que não encontravam um local ideal para produzir até altas horas da noite.

O Diligence Cafe funciona das 15hrs as 7hrs, é possível pagar por hora ou a diária completa. Os usuários tem acesso a wi-fi de qualidade, eletricidade, chuveiros e café ilimitado. Eles também oferecem armários lockers e um serviço para soneca (com direito a pufes e travesseiros e o pessoal do café te acorda no horário combinado).

O café também valoriza a economia local, utilizando produtos e serviços da região. Para contratação de seus funcionários eles privilegiaram trabalhadores fora do mercado de trabalho e ofereceram treinamento para todos. Além de oferecer um serviço diferenciado ainda colaboram com a sustentabilidade do negócio e da região em que estão, bacana né?

Quem nunca juntou os colegas para um corujão de estudos em época de entrega de TFG que atire a primeira pedra rs. Das 9hrs as 18hrs não é mais o limite e em tempos de entrega de trabalho (seja profissional ou acadêmico) algumas madrugadas são sacrificadas não tem jeito,  então que seja assim, com conforto, internet boa e café fresquinho!

Até o próximo post!

Para saber mais aqui.

Para Amar o Trabalho #22

Quem aí não ficou emocionado com as Olimpíadas do Rio? Eu confesso que estava descrente, mas fiquei muito feliz com o que vi e além de torcer para os atletas brasileiros também estou torcendo pela cidade e pelo povo do Rio de Janeiro, que essas Olímpiadas tragam coisas boas também!

Quem acompanhou as competições conseguiu ver o empenho, o talento físico e as extraordinárias habilidades atléticas dos competidores! Mas basta apenas o talento físico para vencer? Pesquisa destaca o papel da psicologia em atletas que ganham ouro, o desempenho ideal tem tanto a ver com agilidade mental como com capacidade física.  O site Positive Prescription reuniu 8 segredos dos medalhistas Olímpicos para uma boa performance. E eu compartilho eles aqui para que a gente consiga, quem sabe, desenvolver uma paixão pelo nosso trabalho assim como os atletas, nos superarmos sempre e ter cada vez mais segundas-feiras mais positivas! 

 Fonte:  aqui.

Fonte: aqui.

1. Saber como e quando ir além:

Um grande atleta sabe quando ir além dos seus limites mentais e físicos e quando segurar. Trata-se de controle e impulso, a pausa entre pensamento e ação para avaliar o que é necessário para o momento. Isso requer pensamento flexível e autoconhecimento. Conhecer seus pontos fortes é importante, mas também é importante estar ciente das áreas que exigem um esforço extra e mais trabalho.

2. Otimismo:

Produtividade, melhor saúde, resolução de problemas de forma eficiente, sucesso, tudo isso está ligado com o otimismo. Não se trata de ser cego para as realidades da vida (contratempos físicos e mentais, pontos fracos, condições meteorológicas), mas vê-los como obstáculos temporários ao invés de permanentes. Grandes atletas não param quando eles caem. Eles exibem resistência e graça na cara de decepção. Nosso melhor exemplo é o Diego Hypolito, depois de duas olímpiadas passando por situações difíceis, nesta edição ele conseguiu superar as derrotas passadas e levou a prata no solo!

"Na primeira Olimpíada, eu caí de bunda. Na segunda, eu caí de cara. E nessa eu caí de pé!" Hypolito, Diego.

3. Motivação:

Um estudo recente descobriu que a automotivação  ajuda os atletas a melhorar em força e em tarefas com base em resistência. "A mente guia a ação, se formos bem sucedidos na regulação de nossos pensamentos, então isso vai ajudar no nosso comportamento." diz psicólogo esportivo Antonis Hatzigeorgiads.

4. Definir metas específicas:

Os atletas mais bem sucedidos definem metas específicas. Claro que o objetivo final de um atleta é ganhar o ouro, mas os objetivos diários que antecederam os jogos (como melhorar o tempo em 1 segundo, melhorar a execução de um movimento, aperfeiçoar uma jogada) importam mais para melhorar o desempenho geral.

5. Perfeccionismo (saudável):

O perfeccionismo saudável equilibra os altos padrões do atleta com flexibilidade. A diferença entre um perfeccionista saudável e os excessivos é que o os saudáveis não são assombrados por erros do passado, aprendem com eles, ao passo que os perfeccionistas exagerados estão excessivamente preocupados com controle e exibem mentalidade de tudo ou nada.

6. Foco:

Estudos sugerem que a forma de visualização é comparável ao treinamento físico. Para os Olímpicos não basta apenas pensar em sua participação e em ganhar, mas sim sentir de fato como será a competição e levar para casa o ouro. Quanto mais intenso está o foco em sua meta (ganhar o ouro) mais fácil dessintonizar das distrações, estresse e ansiedade. Esse tipo de foco pode ser alcançado através da prática de mindfulness e meditação regulares.

7. Rotina:

Pesquisa indica que a rotina é um aspecto vital do sucesso. Rotina cria equílibrio, foco, hábitos saudáveis, disciplina, resiliência e resistência, ingredientes essênciais para sucesso como atleta e na vida.

8. Entrar em Flow (ou fluxo):

Os grandes atletas sabem como entrar em flow, é o oposto de ser multi tarefa. Eles ficam tão envolvidos na tarefa que perdem a noção do tempo. Mihaly Csikszentmihalyi, autor de flow, descreve-o como:

"Sendo completamente envolvido em uma atividade para seu prórprio bem. O ego se desfaz. O tempo voa. Cada ação, movimento e pensamento segue invevitávelmente a anterior, como tocar jazz. Todo o seu ser está envolvido, e você está usando suas habilidades ao máximo."

Os jogos Olímpicos são uma prova do pontecial do corpo e mente humanos. Imagine o que você poderia realizar se pensasse como um atleta olímpico a cada dia. Aproveite toda a vibração dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e aplique algumas dessas estratégias na sua vida. Talvez o segredo do sucesso esteja em aprender a falhar.

"Eu perdi mais de 9000 cestas em minha carreira. Eu perdi quase 300 jogos. 26 vezes, eu tentei fazer a cesta final para ganhar o jogo e falhei. Eu falhei várias e várias vezes na minha vida. E é por isso que eu consegui." Jordan, Michael.

Uma semana de ouro pra você!

Para Amar o Trabalho #20

Estou começando o mês de agosto com uma semana de atraso aqui no blog. Depois de 8 longos dias de repouso por conta de uma caxumba que apareceu de surpresa :( agora já consigo voltar pra vida normal. Mas ainda não estou a todo vapor não, e estou aqui tentando encontrar motivação para retomar o trabalho depois de uma semana doente. E a dica de hoje é sobre isso... como encontrar motivação na volta ao trabalho, depois de uma pausa forçada para cuidar da saúde. Afinal de contas amar a segunda-feira quando a gente está meio sem energia não é muito fácil não.

1. Não se desespere com as tarefas acumuladas:
É certeza que um tempinho parado vai juntar algumas tarefas para resolver ao mesmo tempo (bem vindo ao clube rs). Porém por mais multitarefa que a gente seja, respira fundo e faz uma listinha com o grau de prioridade de cada coisa. É simples mas as vezes a gente deixa o desespero roubar a cena e perdemos o foco e a eficiência. Com a listinha para lembrar o que merece sua atenção primeiro é um ótimo guia para não perder o controle (sou a rainha das listas rs).

2. Recomece devagar:
Depois de ver o que merece sua atenção neste primeiro dia, vá realizando as tarefas de acordo com a sua energia, sentiu que está forçando a barra, dê uma parada, tome um cafezinho ou chá e retorne para a tarefa com um pouquinho mais de energia. Eu acabei de passar por isso, fiquei um tempinho no pó e na poeira acompanhando uma instalação e bateu um cansaço fora do normal (que não seria igual com a saúde 100%), sentei um pouquinho e retomei um trabalho mais leve no computador, e ficou tudo bem!

3. Playlist poderosa:
Que tal dar uma forcinha para a animação com uma playlist energética? Coloque seu fone e aproveite uma musiquinha elétrica para criar um ritmo mais eficaz de trabalho. Essa é a hora de ouvir as musicas guilty pleasure que te deixam feliz... sabe aquela antigona das Spice que você jura de pé junto que não ouve mais desde a adolescência, ou quem sabe admitir que a nova música do Justin Bieber Sorry te pegou também kkk e animar o seu dia.

4. Outfit poderoso também:
Cuidar da aparência neste dia também é uma boa para levantar o astral, depois de passar vários dias com olheiras, palidez e pijamão está na hora de se cuidar com uma roupa que te deixa com a autoestima lá em cima e uma make para tirar de vez a carinha de doente de cena.

5. Se respeite:
Essa dica aqui é irmã da número 2, vá com calma e não deixe também os outros te atropelarem (eu sei que é difícil, tem chefes e chefes né, e clientes e clientes também) mas se você respeitar esses primeiros dias mais lentos da capacidade física tenho certeza que não terá recaídas (não por conta de ultrapassar os limites da saúde) e em breve a força total volta para o seu dia-a-dia.

Espero que você fique bem na sua segunda-feira de recomeço assim como está sendo a minha. E que sua saúde fique 100%.

Até o próximo post!

Para Amar o Trabalho #19

Vivemos uma revolução no modo de trabalhar, e as profissões que tem liberdade geográfica estão sim tirando proveito dessa vantagem de várias formas sendo a mais "extrema" virar nomade digital, e os locais de trabalho alternativos estão surgindo aos montes. A gente já viu aqui coworking, hoffice, e até cabine telefônica, e agora criaram mais uma alternativa para os empreendedores independentes. Por enquanto só tem lá em Nova Iorque, mas eles já planejam expandir para mais cidades. Eu estou falando do Spacious, que transforma restaurantes que só abrem a noite em escritórios durante o dia.

Que tal trabalhar e fazer reuniões num ambiente assim?

É uma sacada genial, não? Os espaços nas grandes cidades são super valiosos ainda mais restaurantes bem localizados e bem decorados, por que não otimizar e dar mais uma função? Achei incrível! Eles querem atingir o freela que precisa receber clientes e quer fazer isso num local sofisticado. Os membros podem optar em pagar $95 dólares por mês ou $29 dólares por uma diária, e podem utilizar qualquer estabelecimento cadastrado, ir e vir durante o dia o quanto precisar. Para convidados não há taxa se a permanência for de até 1 hora, passando desse período há uma taxa extra de $6 por hora e por convidado. A primeira visita é gratuita para você testar se gosta do serviço. Café, chá e outras bebidas também já estão incluídas no plano e o usuário pode se servir à vontade.

E você, ia achar interessante trabalhar e se reunir em restaurantes bacanas por aqui também?

Até o próximo post!

Para Amar o Trabalho #18

Você já ouviu falar do Jobbatical? Bom essa também é nova pra mim, Jobbatical é uma palavra inventada misturando Job e Sabbatical, ou seja no nosso português é uma mistura de trabalho e sabático.

O Jobbatical é uma plataforma onde oportunidades de trabalho temporários em outros países são oferecidas e os profissionais podem aplicar para as vagas que mais se encaixarem com seu perfil. Bom os idealizadores do Jobbatical acreditam que uma experiência de trabalho além das fronteiras conhecidas pode ser enriquecedora para os dois lados, e quem é que se atreve a discordar né? Para o contratado conhecer um novo lugar, uma nova cultura e diferentes pontos de vista da profissão deve ser incrível. Já para quem contrata recebe uma injeção de novas ideias e também de novos pontos de vista. É a famosa parceria ganha-ganha onde cada um contribui com o que tem de melhor e o resultado é sempre positivo.

As empresas estão realmente em vários locais do mundo, Eslovênia, Espanha, Hungria, Tailândia, Singapura, Filipinas, Malásia, Qatar, Alemanha, Estônia, Vietnam e muitos outros lugares. Já as oportunidades de trabalho são geralmente na área de tecnologia. Engenheiros, desenvolvedores e analistas em várias especialidades tecnológicas são as vagas mais recorrentes.

Bom é uma plataforma facilitadora para quem tem o desejo de conhecer outras culturas e também ampliar as habilidades profissionais e bombar a carreira!

Animou aí? Por segundas-feiras transbordando de amor e entusiasmo! ;)

Até o próximo post!

Para Amar o Trabalho #15

Já pensou em trabalhar em uma cabine telefônica? Não é qualquer uma não, é famosa cabine vermelha do Reino Unido!

A empresa Bar Work de Nova Iorque, adaptou as cabines clássicas de telefone de Londres para serem espaços de trabalho. Chamadas de Pod Works, as cabines são equipadas com wifi, tomadas, impressora/ scanner, telefone (para chamadas nacionais), café e chá na faixa. Para usar você deve ser associado e pagar 20 libras mensais que dão direito de acessar qualquer cabine a qualquer hora temporariamente, o destrave da cabine é feito por um aplicativo.

As Pod Works já estão se espalhando para outras grandes cidades do Reino Unido, além de Londres, e a pretenção da empresa é que as pessoas troquem o Starbucks e outros cafés pelo sistema que eles oferecem. Não dá para saber o quão confortável e privativo é o uso desta cabine pelo seu tamanho diminuto e a exposição do pequeno cubículo na rua.  Mas sem dúvida é uma iniciativa interessante para um curto período de trabalho (do tipo: "estou na rua e preciso imprimir um documento", "rever uma informação antes de alguma reunião") e ainda dá um novo destino as cabines abandonadas.

E você, toparia passar uma horinha resolvendo suas pendências de trabalho nesta cabine charmosa?

Até o próximo post!