O Escritório do Futuro

Já faz algumas semanas participei de um workshop online sobre projetos de escritórios, tendências e novos usos do espaço promovida pelo site Galeria da Arquitetura, com o arquiteto Fernando Vidal, do escritório internacional Perkins+Will. Já faz um bom tempo que tenho dedicado atenção a esse tema e, no início desse ano, eu e a Carol Shiroma tivemos a oportunidade de projetar um espaço de trabalho/comercial (em breve aqui e nas nossas redes sociais) que nos fez dedicar ainda mais atenção para essa área da arquitetura de interiores e quero compartilhar aqui um pouquinho dos insights sobre as novas formas de trabalhar e como os espaços devem acompanhar essa evolução.

escritorio do futuro 01.jpg

A primeira coisa que precisamos tomar conhecimento é de que a tecnologia mudou e está mudando a nossa forma de trabalhar a cada instante (alô internet). Não podemos mais replicar os modelos de escritório de antigamente, temos que abrir a mente para transformar os espaços de trabalho conforme as atividades que exercemos neles. Hoje em dia exercemos vários papéis dentro da nossa função, nosso dia de trabalho tem momentos variados (do foco, do coletivo, de descompressão) e os espaços de trabalho precisam dar conta dessa transitoriedade dos papéis profissionais que exercemos.

Nos próximos anos, os espaços de trabalho estarão em evolução contínua, assim como nossa forma de trabalhar, e para que estejamos preparados, precisamos começar a projetar já (já tem um tempo que tem gente testando o novo), levando em conta algumas premissas, para que os espaços de trabalho possam fluir melhor nessa constante transição (não é só para o Google, tem que ser para todos).

O escritório do futuro é aquele que permite, versatilidade, integração e interação. Que proporciona bem-estar, que estimula a criatividade, que fideliza, entretêm e diverte (por que não? trabalhar, por mais que se ame o que se faz, não é mole não) não só o cliente, mas também o colaborador.

Se você se interessa pelo tema, veja esse vídeo (aqui em baixo) sobre as novas formas de organização que as empresas estão se aventurando. Depois de assistir essa entrevista da Rafa Cappai com o Alexandre Pellaes você vai entender que os ambientes precisam se modificar mesmo para atender essa nova demanda e esse novo jeito de operar.

E você, também acha que está na hora de diminuir esse gap entre trabalho e escritórios? Está na hora dos espaços acompanharem a tecnologia?

Se você quer preparar sua empresa para essa constante evolução, entre em contato com a gente para saber qual a melhor solução para seus ambientes.

 Foto: Unsplash

Foto: Unsplash

Até o próximo post!